Join 98,802 users already on read.cash

[PT] Feliz Dia Mundial da Música!

2 30
Avatar for fernandotona
Written by   46
1 year ago
Topics: Blog, Education, Music
Sponsors of fernandotona
empty
empty

Artigo 78.º da Constituição da República Portuguesa

(Fruição e criação cultural)

  1. Todos têm direito à fruição e criação cultural, bem como o dever de preservar, defender e valorizar o património cultural.

  2. Incumbe ao Estado, em colaboração com todos os agentes culturais:

    • a) Incentivar e assegurar o acesso de todos os cidadãos aos meios e instrumentos de acção cultural, bem como corrigir as assimetrias existentes no país em tal domínio;

    • b) Apoiar as iniciativas que estimulem a criação individual e colectiva, nas suas múltiplas formas e expressões, e uma maior circulação das obras e dos bens culturais de qualidade;

    • c) Promover a salvaguarda e a valorização do património cultural, tornando-o elemento vivificador da identidade cultural comum;

    • d) Desenvolver as relações culturais com todos os povos, especialmente os de língua portuguesa, e assegurar a defesa e a promoção da cultura portuguesa no estrangeiro;

    • e) Articular a política cultural e as demais políticas sectoriais.

Aproveito para parabenizar todos os meus colegas músicos e professores de música, a todos os amantes de música, a todos os aprendizes, a todos os entusiastas e a todos os promotores, tanto da iniciativa pública como da iniciativa privada, do sector social ou ainda do sector educativo público e privado ou em parcerias.

Hoje, 1 de outubro de 2021, celebra-se o Dia Mundial da Música. A celebração deste dia começou em 1975 por iniciativa do histórico violinista Yehudi Menuhin através do International Music Council, de acordo com a resolução da 15ª Assembleia Geral em Lausanne em 1973.

Este dia foi criado com os objetivos de incentivar a promoção deste tipo de arte entre todos os setores da sociedade e de aplicar os ideais da UNESCO de paz e amizade entre os povos, do desenvolvimento próspero das suas culturas, de troca de experiências e de apreciação mútua dos seus valores estéticos.

Para ler mais sobre a história da criação deste evento, recomendo a leitura do artigo neste link.

A ciência prova que o consumo, a aprendizagem e produção de música, de forma assídua, tem um impacto real, palpável e claramente positivo na saúde mental individual e coletiva dos seres humanos. Não é por acaso que, para "quebrar o gelo", muitas vezes seja utilizada música em situações mais tensas. A presença musical promove a comunicação. Pessoas comummente consideradas mais "fechadas" tornam-se geralmente mais "abertas" com a presença de música. Bom, há também música para ser ouvida em silêncio. Mas o próprio silêncio pode ser também, na minha opinião, um tipo de comunicação, ainda que já no campo espiritual ou até no campo da metafísica, ou, ainda, uma comunicação com o nosso Eu interior. A música ouvida em silêncio é sim um verdadeiro ato de enriquecimento espiritual. A música mexe com os nossos estados de ânimo. É um poderoso estimulante, um poderoso ansiolítico, um antidepressivo, um estabilizador (ou desestabilizador) de humor ou pode ainda também ser algo com o efeito de promover grandes cargas de garra e descargas de adrenalina. Se o leitor tiver dúvidas, pergunte a um músico como é para ele a ansiedade ou até o medo que precede um concerto importante, o estado de fluxo ou até de clímax atingido durante o concerto, os risos (sem grande significado concreto para quem assiste) ainda que contidos entre músicos em palco, e a posterior descarga de adrenalina que faz não querer ainda ir logo para casa no fim sem antes haver um convívio. A música traz vida e dá sentido aos nossos corpos feitos meramente de matéria palpável. Acredito que a nossa existência sem sentido seja contra a nossa natureza. Para mim, a monotonia é um desvio à nossa natureza: Não é natural, logo não é saudável, termos vidas monótonas.

Uma das áreas da ciência que mais se tem dedicado a explorar os benefícios da música (e de outras artes no geral) tem sido a área das neurociências, mas obviamente que não só. Deixo, como sugestão de leitura introdutória sobre o tema, o artigo "Music as Medicine" do American Journal of Medicine (2015). Convido também à visualização do segundo episódio da série "Deus Cérebro" disponível na RTPplay.

A COVID19 condicionou fortemente as iniciativas musicais. Não deixemos de nos importar com a celebração deste dia. Esperamos que este Dia Mundial da Música continue a ser considerado um dia que constitui a lembrança de uma grande conquista para a humanidade: o desenvolvimento da sua capacidade de comunicar musicalmente, e que sirva para reforçar os laços de paz e amizade entre os povos, através da música.

Para a promover, é fundamental que mobilizemos todos os meios à nossa disposição: rádio, televisão, locais de concertos, teatros, associações culturais ou educativo-culturais. Todos os locais adequados devem ser usados da melhor maneira possível para música, seja ou não ao vivo. Aproveitem-se todas as salas de concerto, teatros, centros culturais, auditórios de juntas de freguesia, universidades, igrejas, escolas, fábricas, bem como ao ar livre, em parques, jardins, largos, praças e estádios. Proponha-se às autarquias que neste dia reservem alguns minutos de silêncio e de música. Esse período de silêncio e música serviria para ouvir música a ser tocada em locais públicos, como parques e praças principais.

Apesar das palavras acima, não quero deixar de apelar a um voto de consciência: há países onde a música é proibida. Falo do Afeganistão em específico. Não me quero alongar sobre este recente episódio marcante da chegada dos talibã ao poder, até porque isto não é um artigo sobre geopolítica. Deixo apenas três links para posterior análise e reflexão do leitor:

Neste dia tão especial para mim, músico e professor de música, quero deixar ao leitor uma série de interrogações:

  • A música faz parte da sua vida de forma assídua?

  • Conhece pessoas que saibam tocar um instrumento musical?

  • Considera que em Portugal a música é valorizada e respeitada pelos diversos setores da sociedade?

  • Já reparou que praticamente todas as séries, filmes ou videojogos que o marcaram tiveram uma banda sonora única ou, paradoxalmente, um silêncio mordaz, mesmo que propositado ou não pelos realizadores?

Por último, deixo algumas propostas de inclusão de música no dia a dia das pessoas. Acredito de forma convicta - talvez com algum fanatismo e achismo técnico pelo meio, peço perdão - que a música pode trazer brutais mudanças positivas no dia a dia e no bem estar das pessoas:

  • Inclua-se música (variada) em todos os locais de trabalho, num volume baixo mas perceptível. Experimente propor no seu local de trabalho, e variar. Sugiro usarem-se as rádios Antena 1, Antena 2, Antena 3 e outras emissoras privadas como Smooth FM. Ainda, porque não playlists de plataformas de Streaming como Spotify, Tidal, Audius...?

  • Inclua-se a rádio Antena 2 (ou outras referidas anteriormente) nos corredores das escolas de ensino regular, nos conservatórios de música, em salas de espera de espaços de serviços públicos.

  • A brutal carga letiva dos alunos nas escolas, que por vezes trabalham mais por semana do que os pais e professores, leva a um cansaço que esgota a concentração. Não que isto traumatize necessariamente alguém, mas com certeza isto tem impacto na (falta de) eficiência no ensino e no bem estar e comportamento ordeiro dos alunos. Será que uma maior presença musical não dará um pequeno contributo? Eu acredito que sim. Pelo menos, quero acreditar que sim.

  • Incentivem-se também as rádios escolares, onde os alunos, professores e auxiliares possam partilhar com os outros a música da qual gostam.

  • Expanda-se o ensino artístico, seja ele Ensino Artístico Especializado ou não, público, privado, em parceria, gratuito, pago, comparticipado, articulado, supletivo, integrado, profissional.

  • Preste-se atenção também às bandas filarmónicas e as suas escolas de música, à bonita e útil integração social que elas representam.

  • Alargue-se o ensino da música para todas as idades, incluindo para a idade sénior, pois nunca é tarde para aprender e a ciência também comprova benefícios para a saúde mental e capacidade de processamento cognitivo nessas idades.

“I want to thank all of those along my journey who have helped keep the music fires burning bright. It is my hope that those who have an inkling to play, write, perform or otherwise, do so. If not for yourself then for the rest of us. It’s not only that the world needs more artists, it’s also just a lot of fun." (Chick Corea, na sua carta de despedida antes da sua morte).

Fernando Tona, 1 de outubro de 2021

_____________

Sugestões de leituras e visualizações extra, relacionadas com música e cultura:

3
$ 2.33
$ 2.27 from @TheRandomRewarder
$ 0.03 from @mommykim
$ 0.03 from @Ellehcim
Sponsors of fernandotona
empty
empty
Avatar for fernandotona
Written by   46
1 year ago
Topics: Blog, Education, Music
Enjoyed this article?  Earn Bitcoin Cash by sharing it! Explain
...and you will also help the author collect more tips.

Comments

Reading this while listening to music. My first ever article too, is actually not my introduction article, but an essay about music. Thanks forletting us know what's celebrated today. Happy music day!

$ 0.00
1 year ago

Happy music day today for you too! ❤️🎵

$ 0.00
1 year ago