Join 98,802 users already on read.cash

[PT] Dissertação Mestrado (5): Estratégia de implementação do projeto educativo

2 59 exc
Avatar for fernandotona
Written by   46
1 year ago
Topics: Creativity, Music, Blog

Sponsors of fernandotona
empty
empty

Para ler as partes anteriores desta publicação clicar nos seguintes links:

  1. Introdução.

  2. Objetivos.

  3. Público alvo.

  4. Contextualização teórica.

5. Estratégia de implementação do projeto educativo

A estratégia pela qual se visará atingir e observar os objetivos do estudo que alicerçam este projeto é a criação de uma nova composição musical, ou variação de uma composição musical, partindo como base do Estudo em Dó Maior (Andantino), retirado do método para guitarra Op.59 de Matteo Carcassi.

https://ks4.imslp.info/files/imglnks/usimg/9/92/IMSLP34490-PMLP77530-boije-1129.pdf

Como pré-requisitos de competências ou capacidades mínimas adquiridas pelos participantes deste estudo para a sua exequibilidade é necessária a seguinte lista:

  • Experiência prévia da imitação musical com professor ou colegas;

  • Experiência prévia da memorização musical.

  • Conhecimentos elementares de leitura e escrita de partitura;

  • Conhecimentos elementares de escalas Maiores e menores;

  • Conhecimentos elementares da técnica da Guitarra (mecânica de ambas mãos);

  • Conhecimento da distribuição das notas naturais e com alguns acidentes nas primeiras cinco casas da Guitarra;

  • Contacto prévio com o Estudo em Dó Maior de Matteo Carcassi.

Na aula anterior ao início da implementação desta atividade, é pedido ao aluno que estude e leve o Estudo em Dó Maior de Matteo Carcassi, que já tocou previamente. A primeira sessão para todos os participantes tem início com a releitura do Estudo em Dó Maior, Andantino, Op.59 de Matteo Carcassi, que tem vindo a ser explorado pelos alunos sempre no 1º grau. Desta forma, sentem-se à vontade para o tocar e estão numa fase em que já podem começar a pensar sobre o som, sobre a intenção e a expressão que podem dar ao mesmo e não apenas nas notas/frases isoladamente do contexto. O objetivo da exploração do estudo na primeira sessão desta experiência centra-se na exploração da criatividade sobre um texto dado (diferente de uma criação original), de modo a verificar de que formas o aluno pensa inicialmente aquando da interpretação de uma obra e, logo, quais os seus recursos criativos primários. Na primeira sessão o professor apresentará um vasto leque de possibilidades ao aluno, de forma a lhe dar algumas referências e de forma ao mesmo sentir algum enquadramento na tarefa proposta.

Foi escolhido o Estudo em Dó Maior, Andantino, do Método para guitarra Op. 59 de Matteo Carcassi, por ser uma obra que aborda alguns padrões técnicos muito presentes no repertório geral da guitarra, do ponto de vista da mecânica de ambas mãos. Na partitura abaixo apresentada é possível constatar a utilização exaustiva de alguns padrões mecânicos da mão direita que são muito encontrados no repertório para guitarra clássica. É possível constatar também que a mão esquerda está preenchida com 6as e 3as placadas, também muito comum no repertório generalizado da guitarra.

Figura 1 - Estudo "Andantino" em Dó Maior, retirado do método para guitarra, Op.59 de Matteo Carcassi

Outro motivo pelo qual foi escolhida esta obra é o facto de a tonalidade de Dó Maior ser uma das primeiras a ser abordada no estudo da guitarra, pela simplicidade da sua leitura, e pela oportunidade que oferece aos alunos de começarem a fixar na sua mente alguns pontos de referência no braço da guitarra (e.g. notas naturais).

Será sempre necessário ajudar o aluno, mostrando-lhe diferentes possibilidades de escolha e incentivando-o a criar as suas, sempre o direcionando a atribuir valor ou significado musical ao produto criativo:

Perhaps, the most widely used, basic definition of a creative product is something that is both original (unique) and valuable or pleasing. It is important to note that the terms “original” and “valuable” are relative to the social context and group from which a product emerges. A musical composition or improvisation is creative when compared to what others have created in that specific time and place, (…)” (Hickey & Webster, 2001, p.21).

Durante as sessões, o professor deverá sempre proporcionar um ambiente próspero à criação musical, demonstrando sempre uma atitude positiva frente ao erro, ajudando sempre o aluno a que se sinta à vontade para correr riscos na experimentação:

A classroom that encourages rather than squelches creative thinking is one that is psychologically safe, contains many rich sound sources for frequent and engaged exploration, and promotes an atmosphere of risk taking (allowing for failure)” (Hickey & Webster, 2001, p.21).

O facto de esta atividade estar planeada em cinco sessões, entre dez a quarenta e cinco minutos aproximadamente cada, permite ao aluno ter tempo para discernir, ouvir, gravar-se, ouvir-se de novo, experimentar, falhar, corrigir, receber sugestões, melhorar, tomar decisões, ao longo de todo o processo criativo. Não é por acaso que Hickey e Webster, em Creative Thinking in Music, descreve o processo criativo como desenvolvendo-se nos seguintes passos: Preparação, Incubação, Iluminação e Verificação (Hickey & Webster, 2001) e, para isto, é necessário um espaçamento de tempo suficiente que permita fomentar a sua maturação.

O número de sessões aqui descrito pode, se necessário, ser encurtado ou alargado, e o seu resultado visado não é só que o aluno consiga no final um produto concreto, mas que pelo menos tenha tirado partido positivo ao longo do processo. O resultado vai estar sempre dependente de fatores como a recetividade do aluno, as suas motivações intrínsecas e extrínsecas, o seu background (seja ele técnico, musical ou cultural), e as suas próprias idiossincrasias.

Durante este processo tentar-se-á implementar/ desenvolver nos alunos um espírito de crítica sobre si mesmos (através de perguntas como “Qual a tua opinião sobre isso?”) e, consoante a sua evolução, o professor poderá, ou não, entrar no espaço do aluno para o ajudar com sugestões se necessário, servindo apenas de guia e não necessariamente de agente condicionador. Embora não se pretenda aprofundar os seus conhecimentos académicos teóricos sobre música, poderão vir a ser ligeiramente abordados alguns conceitos simples como algumas estruturas formais (ABA, Rondó, Pergunta-resposta, etc.), armações de clave, algumas escalas, arpejos, tonalidades, acordes, etc. Também poderá ser empregue a gravação em vídeo e/ou áudio do repertório criado pelos alunos caso seja necessário para eles terem a oportunidade de se ouvirem “de fora” e poderem também analisar a sua evolução ao longo projeto. As sessões decorrerão durante algumas das aulas normais de guitarra, mas também será incentivada a continuação do trabalho em casa aos alunos.

Em termos de resultados finais, o aluno tem total liberdade no produto a apresentar. Este poderá ser uma variação da peça, uma interpretação diferente ou uma nova composição inspirada nos recursos trabalhados a longo do projeto. Todos os alunos participantes neste projeto serão convidados a apresentar as suas composições num concerto aberto ao público geral.

________________________________________________

O Capítulo seguinte desta dissertação, "6. Relatório das sessões de implementação do Projeto Educativo" consistiu em, tal como o nome indica, relatórios das sessões nas quais foi implementado esta dissertação em formato de projeto educativo, aplicadas a dois alunos por grau, do 1º ao 5º grau, totalizando a soma de 10 alunos. O projeto concluiu numa apresentação pública final, com o seguinte relatório:

Apresentação Final Pública:

Esta atividade decorreu a 11 de junho de 2015 pelas 19h15, tendo participado nove dos dez alunos participantes no projeto (não participou o aluno B/3ºG. A atividade teve uma receção muito positiva por parte do público, conformado maioritariamente por encarregados de educação e outros alunos da classe de guitarra.

Alguns dias antes da realização da referida atividade, foi pedido aos alunos que pensassem num nome para dar à sua composição.

A lista de peças apresentadas foi a seguinte:

- A/1ºG – Just Dance

- B/1ºG – Bright

- A/2ºG – Spring

- B/2ºG – Magical End

- A/3ºG – Os Ventos

- A/4ºG – A Piece

- B/4ºG - Estudo em Dó Maior V2.0

- A/5ºG - Composição frásica nº1

- B/5ºG - Reflections

Este concerto teve uma duração aproximada de 25 minutos, tendo decorrido com normalidade.

_________________________________________________

Continua no artigo seguinte...

7. Conclusão, 8. Bibliografia, 9. Anexos.

Também pode acompanhar este canal em:

https://www.publish0x.com/fernando-tona-music

3
$ 1.70
$ 1.67 from @TheRandomRewarder
$ 0.03 from @Review
Sponsors of fernandotona
empty
empty
Avatar for fernandotona
Written by   46
1 year ago
Topics: Creativity, Music, Blog
Enjoyed this article?  Earn Bitcoin Cash by sharing it! Explain
...and you will also help the author collect more tips.

Comments

Porreiro, pá

$ 0.00
1 year ago

Bom comentário. "Vou roubar".

$ 0.00
1 year ago